Tradutor

terça-feira, 11 de junho de 2013

Negue a si mesmo e leve sua cruz.

O que significa renuncie-se a si mesmo? Significa não ser egoísta priorizando a sua vontade, mais sim a vontade do Pai. Significa dizer não para o seu corpo para poder receber o corpo e o sangue de Cristo menos indignamente. É entregar a sua vida para seguir e mostrar aos demais, o verdadeiro caminho verdade e vida. É a vida do sacerdote. Ele renuncia a si mesmo, doando-se pela causa do reino de Deus, e grande será sua recompensa no céu.

E o que significa tomar uma cruz e seguir Jesus? Nossa vida é rodeada de cruzes, as quais nem sempre as tomamos, nem sempre as assumimos, nem sempre aceitamos. É um paraplégico ou deficiente visual na nossa família, é o barulho e outros incômodos dos nossos vizinhos, é um filho ou filha que aprontou alguma, ou alguma pessoa no trabalho ou da família que nos maltrata, etc. São várias cruzes que temos de carregar, para poder seguir Jesus. Até mesmo carregamos tais cruzes, mais reclamando, xingando blasfemando. Sim. É blasfêmia maldizer as nossas cruzes, por que elas fazem parte do nosso viver. São permitidas por Deus por que precisamos delas, pode ser para nos purificar, para nos completar, ou para baixar a nossa crista de arrogância, ou mesmo porque as merecemos, pelo mau uso que fizemos da nossa liberdade. Em vez de xingar ou amaldiçoar as suas cruzes, reze com força e peça a Deus o perdão dos seus pecados, para que você possa merecer a redução do peso delas. Ah! Não se esqueça de oferecer todo dia o sofrimento decorrente das suas cruzes, em perdão dos seus pecados. Não existe um viver sem cruzes. Todos as temos. E só Jesus pode nos ajudar a atenuar o peso delas. Sabe como? Procurando fixar a nossa mente mais nas coisas agradáveis da nossa vida para esquecer um pouco as nossas cruzes. Se ficarmos só pensando no sofrimento das nossas cruzes ficarmos por demais infelizes. Lembre-se do que Jesus disse: "Meu fardo é leve..." Já reparou que ao contrário de um velório, em uma festa a gente foge quase que totalmente das nossas cruzes? Divertimos, sorrimos, dançamos, e nem pensamos nas cruzes. Nos dias de Natal e Ano Novo também. Comemos, bebemos, nos abraçamos, e não pensamos em coisas ruins. Depois voltamos a "vaca fria" do nosso dia a dia para nos atormentar com o nosso pensamento dominante estacionado no peso das nossas cruzes. Prezados irmãos: Vamos pedir a Deus paciência e forças para carregar as nossas cruzes. Releia esta meditação quando as suas cruzes parecerem pesadas demais.


Fonte: Vivendo os sonhos de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário